Filme “Invictus”: esporte como lição de liderança e motivação

Uma referência no modelo de liderança, o filme “Invictus” acompanha o período em que Nelson Mandela sai da prisão e torna-se presidente

Filme “Invictus”: esporte como lição de liderança e motivação - Crédito: Warner Bros

O filme “Invictus” aborda liderança, tolerância, coaching e como um esporte, no caso o rugby, conseguiu unir uma nação, a África do Sul. O país vivia o apartheid, um regime de segregação racial adotado por sucessivos governos, em que os direitos da grande maioria dos habitantes, negra, foram reprimidos pelo governo, formado por uma minoria de brancos.

Com a vitória de Nelson Mandela para presidente, muitas pessoas brancas, que trabalhavam para o antigo governo, viram seus cargos ameaçados pelo fato de o novo presidente ser negro, pensando em uma possível vingança.

Destaque: esporte
Na tentativa de diminuir a segregação racial no país, o rugby é utilizado para tentar amenizar as diferenças que separam negros e brancos. O time de rugby da África do Sul era um dos piores do mundo e todos os negros torciam contra ele, independentemente contra quem ele fosse jogar. Os brancos estavam revoltados com o fim da separação, e não se imaginavam vivendo em um mesmo espaço com os negros, e foi no esporte que Mandela conseguiu unir a nação.

Liderança 

A narrativa mostra a maneira como o ex-presidente da África do Sul, após anos de separação, conseguiu unir um país separado socialmente e economicamente pela divergência racial. A sagacidade de Mandela em unir uma paixão nacional à política é destaque na longa. O esporte foi responsável por expressivas mudanças na sociedade sul-africana, tornando-a mais homogenia e quebrando barreiras estabelecidas por anos.

É interessante ver como o presidente Mandela leva o jovem capitão da equipe de rugby a refletir sobre o seu modelo de liderança no time. A motivação dos jogadores, que mantiveram o foco, foi decisivo para o que a equipe alcançasse o objetivo que era chegar à final da Copa do Mundo.

Aprendizado

Mandela uniu uma nação e deixou importantes ensinamentos que podemos agregar ao nossa maneira de agir nas atividades do cotidiano. Como mensagem final, o filme também traz outros pontos como:

– Estratégia;

– Lealdade;

– Espírito de equipe;

– Comprometimento;

– Gestão;

– Negociação.

Rugby no Brasil

O rugby estará nas Olimpíadas de 2016. A seleção brasileira feminina é destaque na América do Sul, diferentemente da masculina, que sistematicamente fica atrás de Argentina (destacadamente a melhor sulamericana), Chile e Uruguai. Semana passada, algumas estrelas do All Blacks, um dos melhores times do mundo, estiveram no Brasil dando dicas à nossa seleção. Vamos torcer para que isso ajude a melhorar a performance do nosso time. E lembro que o São José Rugby é o time com maior número de títulos nacionais do Brasil.

Edson Fujita é coach e vive em São José dos Campos

– Conheça a trajetória e os trabalhos de Nelson Mandela

– Novidades no Facebook de Edson Fujita – Coaching e Consultoria

1 Response

  1. […] seus liderados serem melhores do que eles acham que podem ser?” Quem assistiu ao filme INVICTUS vai reconhecer essa frase acima. Nelson Mandela, grande líder sul-africano, coloca essa pergunta […]

    • Edson Fujita

      Olá Melissa, obrigado pela pergunta.
      As pessoas geralmente trabalham dentro de uma zona de conforto que atingem. Para sair dela necessitam de alguma motivação, interna ou externa. Essas motivações nem sempre geram a resposta suficiente para atendê-las, seja pelas limitações de pensamento, de crenças e valores ou por estratégias menos eficientes.
      O processo de Coaching para Equipe ou para Lider Coach, deve identificar claramente os valores do objetivo empresarial relacionados com a vida da pessoa, sintonizando e harmonizando-os. A partir daí, deve ser estabelecido um plano de ação para o alcance das metas definidas para a equipe. Isso irá requer a identificação e o desenvolvimento de valores pessoais, como proatividade, da necessidade de capacitação ou desenvolvimento de habilidades e a boa comunicação intra e inter equipe. O estabelecimento de metas intermediárias e pontos de verificação (“check points”) são necessários para a consolidação e/ou revisão da metologia estabelecida, assim como, a cada meta atingida, a autoestima da equipe cresce e com ela a motivação.

Leave a comment