Você se atualiza sempre?

A vida está em constante processo evolutivo. Ainda bem, senão estaríamos na idade da pedra lascada

idade da pedra lascada

Você tem aquele colega de trabalho que você considera ultrapassado e que não considera suas ideias revolucionárias? Ou o seu caso é o oposto e tem que frear os jovens entusiastas, que querem se arriscar sem levar em consideração algumas vivências? Isso é mais comum nas empresas do que imagina e pode gerar alguns desentendimentos.

Os conflitos no ambiente corporativo fazem parte do cotidiano de todas as empresas. A diferença de idade e as vivências diferentes entre os colaboradores de todas as idades geram alguns atritos por incompatibilidade E, sem um relacionamento saudável no ambiente de trabalho, a tendência é a diminuição da produtividade.

Muitas vezes, os problemas ocorrem em decorrência de opiniões divergentes, já que o cenário em que uma determinada geração nasceu e foi criada é totalmente diferente de outra. As gerações são definidas como:

– Baby Boomers – Nascidos no final ou após a Segunda Guerra Mundial, entre 1940 e 1960, foram educados com muita disciplina e rigidez. Profissionalmente demostram lealdade e compromisso com a empresa e valorizam a ascensão profissional.

– Geração X – Nascidos entre 1960 e 1980, acompanharam fatos históricos importantes. Valorizam o trabalho e a estabilidade financeira. São independentes e empreendedores.

– Geração Y – Nascidos entre 1980 e 2000, acompanharam a revolução tecnológica. Consideram o trabalho uma fonte de satisfação e de aprendizado e buscam equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional.

Transformando os problemas em soluções

A integração de profissionais de idades distintas tem potencial de transformar as diferenças de perfil e visão pontos importantes para as organizações. Em um mesmo ambiente é imprescindível manter o equilíbrio, atribuindo tarefas que interliguem as três gerações e garantam a harmonia. Para isso, é preciso:

– Manter o diálogo. Pessoas da geração Baby Boomers podem não gostar da informalidade dos indivíduos da geração Y, que por sua vez podem se incomodar por não ter suas ideias valorizadas;

– Buscar pontos em comum e valorizar o que há de melhor em cada um. As gerações X e Y valorizam a flexibilidade. Já os Baby Boomers e Y valorizam treinamentos;

– Aprender com os demais. Sabedoria é uma característica marcante nos Baby Boomers, a X aprecia lealdade e a Y está atenta às tendências do mercado.

Aprendendo com os mais novos

Qualquer empresa que não se renove, que não se atualize, estará fadada a encerrar suas atividades.  A vida está em constante processo evolutivo. Ainda bem, senão estaríamos na idade da pedra lascada. E viva a criatividade.

Grande parte da evolução decorre do uso dos nossos neurônios. Estamos sempre em um processo acelerado de desenvolvimento. Para não estagnar, temos que observar e aprender com os concorrentes, especialmente os mais novos, os clientes e a sociedade, que está em constante evolução.

Novas gerações trazem muita inovação. Precisamos viver o presente sem perder a referência do passado e com o foto em nossas metas nos impulsionaram para o futuro.

Edson Fujita é coach e vive em São José dos Campos

– Gazeta do Povo: como as empresas lidam com os conflitos

– Novidades no Facebook de Edson Fujita – Coaching e Consultoria

No Comments Yet.

Leave a comment