Como manter o foco – Parte 2

Quem domina o foco nas pessoas sabe o que dizer e fazer às outras pessoas

Já analisamos os motivos pelo qual perdemos a concentração durante o percurso. Para mudar esse placar, precisamos desvendar ainda o que precisa ser feito para que o nosso cérebro mantenha-se atento durante a realização de uma atividade. Dentro das três formas de foco, existem posturas que melhoram a capacidade de concentração:

  • Foco em si mesmo – Quem não conhece os próprios sentimentos, dificilmente entenderá as outras pessoas. Por isso, o primeiro passo para o autoconhecimento é prestar a atenção nos seus próprios sentimentos. Em cima disso, reflita e questione o motivo que te leva a sentir dessa maneira. Por último, inspire e expire, pois exercícios de respiração ajudam a esvaziar a mente.
  • Foco nas pessoas – Quando prestamos atenção no outro, conseguimos observar sinais de constrangimento e aflição. Quem domina esse conhecimento sabe o que dizer e fazer às outras pessoas. Para desenvolver essa habilidade, você deve prestar atenção em atividades banais do dia a dia, como, por exemplo, observar a textura do alimento e, toda vez que perceber que está divagando, trazer a atenção de volta.
  • Foco no mundo – É o mais difícil de desenvolver, já que o nosso cérebro não é preparado para ameaças distantes. Preste atenção nos seus sentimentos e no dos outros e faça o bem, pois pequenas ações para melhorar o mundo nos faz sentir melhores, e, consequentemente, pensar sobre esses problemas.

Edson Fujita é coach e vive em São José dos Campos

– Como manter o foco – Parte I 

– Época: Como não perder o foco

– Novidades no Facebook de Edson Fujita – Coaching e Consultoria

No Comments Yet.

Leave a comment