Aprendendo novas atividades: fazendo ovos de páscoa

Aprender novas atividades faz bem para o cérebro

O cérebro consome cerca de 20% da nossa energia, embora tenha somente cerca de 2% do peso corporal. Por isso, as sinapses responsáveis por conhecimentos não usados são constantemente apagadas. E, assim, com o passar dos anos, ficamos mais metódicos (só gostamos de fazer as mesmas coisas, sair com as mesmas pessoas, ir aos mesmos lugares), indicando um prenúncio de velhice e doenças cerebrais. Aprender novas atividades é sempre rejuvenescedor para o cérebro.

Novo aprendizado

Fiz um curso para aprender a confeccionar ovos de chocolate artesanalmente, promovido pela Prefeitura Municipal de São José dos Campos (Fundo Social da Solidariedade), gratuito e muito legal. Os professores Maria Cristina Pontes e Geraldo Mota foram muito dedicados e atenciosos. Eles também participam do Grupo Padaria Artesanal, onde trocam receitas e informam sobre diversos novos cursos.O grupo esteve muito interessado e atento às explicações. Todos terminaram o curso em condições de produzir e comercializar excelentes ovos de chocolate.
O chocolate é um alimento muito aceito e, porque não dizer, desejado por muitas pessoas. Agora, agradar as pessoas que lhe são importantes com um presente feito por você mesmo, é de inestimável valor, além da economia que você faz e da qualidade que pode ter no seu produto.
Tempo? É questão de se planejar bem, focando as coisas importantes. Lembre-se que você terá a eternidade para ficar deitado descansando. Aproveite o seu momento atual, sua saúde, sua disposição, sua capacidade de aprender e fazer.

Regra 80-20
Há uma regra que diz que 80% de nossas atividades geram somente 20% dos nossos resultados, enquanto que, os restantes 20% produzem 80% dos nossos sucessos. Por isso, devemos identificar e colocar nossos esforços nesses 20% mais produtivos.
A regra nasceu da necessidade de se efetuar um controle de itens em estoque, mas seu conceito se estendeu para as diversas áreas produtivas das empresas, desde qualidade da produção à gestão dos recursos humanos.
Fazendo uma análise com as pessoas que participaram do curso, dois ou três aprendizes aplicarão os conceitos aprendidos e serão bem sucedidos nessa atividade. Por outro lado, dois ou três não utilizarão os conceitos aprendidos. As demais seis a oito pessoas, umas mais que outras, aplicarão o aprendizado para melhorar suas vidas em diversos aspectos.
Isso ocorre porque algumas pessoas colocam maior ou menor foco nas atividades relacionadas com esse aprendizado. Outras pessoas, frente às dificuldades inerentes às novas tarefas, reduzem seus esforços, ou até desistem dela.
Conclusão: aproveite para fazer um curso desse tipo, economize e dê um presente de real valor às pessoas que você quer bem.

Dicas
1- Mantenha seu cérebro em constante aprendizado, como música, instrumento musical, línguas estrangeiras, tecnologias ou artesanato.
2- Todo aprendizado gera novas oportunidades. Esteja atento para identificá-las e agarrá-las.
3- Toda nova atividade tem seus desafios, por isso faça um bom planejamento das suas ações para minimizar erros e perdas e maximizar os ganhos e acertos.
4- Cada desafio pode ter diferentes possibilidades de solução. Seja criativo e busque as diferentes alternativas (… o que acontecerá se eu fizer diferente?) para escolher a mais adequada.
5- Toda solução requer uma ação bem executada. Seja disciplinado e constante na sua realização. Lembre-se que o próximo passo dependerá do atual.
6- Faça com alegria, que esse bem estar tornará sua vida será muito melhor.

Agradecimento especial aos instrutores:
Maria Cristina Pontes
Geraldo Mota

Edson Fujita é coach e vive em São José dos Campos

– Facebook Grupo Padaria Artesanal

– Site do SEBRAE 

– Novidades no Facebook de Edson Fujita – Coaching e Consultoria

 

No Comments Yet.

Leave a comment